Última hora

Última hora

Crianças morrem no deserto da Mauritânia

Em leitura:

Crianças morrem no deserto da Mauritânia

Tamanho do texto Aa Aa

A organização Médicos Sem Fronteiras lança um alerta para a existência de mais de milhares de malianos refugiados em pleno deserto da Mauritânia, onde a mortalidade infantil é extremamente elevada.

No campo de Mbéra estão 74.000 pessoas de acordo.

“Todas as pessoas que chega aqui precisam de ajuda. Atualmente não existe um quadro, de modo que isso possa ser feito de forma mais sistemática, e muito mais rápida.”

Na origem desta vaga de refugiados está o conflito que eclodiu em janeiro de 2012, quando a rebelião tuaregue tomou o norte do país antes de ser controlada por grupos islamitas armados.

Esta siutação levou o exército francês a intervir para ajudar o Estado maliano a fazer face à ameaça de desintegração.

O conflito causou mais de 270.000 deslocados no Mali, enquanto 170.000 se refugiaram em países vizinhos.