Última hora

Última hora

Guerra na República Centro-Africana obriga milhares de pessoas a refugiarem-se nos paises vizinhos

Em leitura:

Guerra na República Centro-Africana obriga milhares de pessoas a refugiarem-se nos paises vizinhos

Tamanho do texto Aa Aa

A República Democrática do Congo transformou-se num abrigo para milhares de refugiados que abandonaram a República Centro-Africana.

Diariamente, dezenas de pessoas atravessam o rio Oubangui em busca de abrigo, numa região remota e de difícil acesso no norte do país.
Os cerca de 30 mil expatriados receberam a visita do Alto Comissário das Nações Unidas para os refugiados.

António Guterrez classificou os inúmeros problemas da República Democrática do Congo, como “a pior tragédia humanitária da sociedade” e pediu reforços à comunidade internacional.

“É tempo de mostrar alguma generosidade e solidariedade com as pessoas deste país e da República Centro-Africana”, lembrou.

De acordo com relatos, os refugiados vivem sem condições, sobretudo falta de comida e muitas crianças sofrem de subnutrição.

Numa escala menor, os Camarões são outro ponto de abrigo dos refugiados da República Centro-Africana. O número não é oficial mas já é superior a mil pessoas.