Última hora

Última hora

Manifestação para celebrar morte de Thatcher no centro de Londres

Em leitura:

Manifestação para celebrar morte de Thatcher no centro de Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Longe do politicamente correto, algumas centenas de opositores de Margaret Thatcher juntaram-se no centro de Londres para celebrar a morte da antiga primeira-ministra conservadora britânica.

A “Dama de Ferro” faleceu na passada segunda-feira, aos 87 anos. As autoridades londrinas mobilizaram um importante dispositivo de segurança.

Um manifestante diz que “quando as pessoas afirmam que ‘ela salvou o país’, isso foi apenas para as pessoas como ela. Ela não salvou o país para os que vivem em Hackney ou em qualquer outra zona da classe operária. Foram esses que pagaram a fatura”.

A participação ficou muito aquém do esperado, já que mais de 1500 pessoas tinham anunciado a intenção de se juntarem à iniciativa organizada através da rede social Facebook.

À margem do evento, uma londrina afirma que Thatcher “fez o que fez pelo país, tenha estado certa ou errada. Ajudou uns e obviamente afetou outros, mas devem deixá-la descansar em paz”.

A manifestação decorreu na Trafalgar Square, palco dos confrontos em torno do “Poll Tax”, o imposto que acabaria por fazer cair Thatcher em 1990, depois de 11 anos no poder. Na última semana, a canção “Ding Dong! The Witch is Dead” – em português, “a bruxa morreu”, tirada do “Feiticeiro de Oz” – tornou-se no hino dos detratores da “Dama de Ferro”.