Última hora

Última hora

Washington reafirma defender o Japão mas insiste na via negocial

Em leitura:

Washington reafirma defender o Japão mas insiste na via negocial

Tamanho do texto Aa Aa

Em Tóquio, John Kerry, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo japonês, Fumio Kishida reafirmou que Washington está “profundamente empenhado” em defender o Japão.

A declaração de Kerry surge perante a expectativa de lançamento de um míssil pela Coreia do Norte, que no sábado fez saber que qualquer tentativa do Japão de abater um míssil norte-coreano resultaria em guerra.

“A nossa escolha é sentarmo-nos à mesa e encontrar forma de obter paz para a região. Esperamos que quaisquer considerações ou receios que o Norte tenha dos Estados Unidos ou de outros países, sejam postas na mesa de forma responsável e negociadas”, disse Kerry.

Perante o discurso bélico de Pyongyang, o Japão instalou mísseis Patriot no centro e ao redor da capital, e deslocou “destroyers” equipados com sistemas de radar Aegis e meios de interceção para o Mar do Japão.

Entretanto a Coreia do Norte rejeitou este domingo a oferta de diálogo do Sul sobre o futuro do complexo industrial conjunto de Kaesong,

“Devemos reforçar em qualidade e quantidade a força nuclear – vida da nação e tesouro nacional da Coreia reunificada – que nunca poderá ser negociada e empreender uma ação global mais forte contra os Estados Unidos, perante o existente estado de guerra”, sublinhou o presidente da Assembleia Popular norte-coreana.

Pyongyang classificou o gesto de Seul como “sem sentido” e “sorrateiro”, com o único objetivo de esconder um projeto de invasão do Norte.