Última hora

Última hora

Bandeiras da Coreia do Norte queimadas em Seul

Em leitura:

Bandeiras da Coreia do Norte queimadas em Seul

Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de manifestantes sul-coreanos rasgou e queimou bandeiras da Coreia do Norte. Uma ação de protesto que ocorre depois de Pyongyang ter rejeitado a proposta de diálogo feita por Seul.

Nas ruas, multiplicam-se os apelos à unidade nacional.

“A Coreia do Norte está a ameaçar-nos, nós que somos um país democrático e ao mundo com uma bomba nuclear. Temos, por isso, de estar unidos” afirma um homem.

Seul está em alerta máximo no dia em que a Coreia do Norte comemora mais um aniversário sobre o nascimento do pai da nação

“O líder norte-coreano tem vindo a fazer ameaças, a expressar o desejo de iniciar uma guerra e de desenvolver armas nucleares. Desafiamos, por isso, a comunidade internacional a punir Pyongyang” refere Park Chang-sung do grupo conservador sul-coreano.

Reunidos em Londres, os países do G8 prometeram este mês adotar novas medidas contra a Coreia do Norte caso fossem lançados novos mísseis ou realizados testes nucleares.

As ameaças na Península Coreana subiram de tom depois das Nações Unidas terem imposto novas sanções a Pyongyang na sequência do último teste nuclear em fevereiro.