Última hora

Última hora

Os desafios económicos de Nicolas Maduro

Em leitura:

Os desafios económicos de Nicolas Maduro

Tamanho do texto Aa Aa

Nicolas Maduro herda uma Venezuela com graves problemas económicos. Segundo os analistas, o quinto produtor mundial de petróleo vai viver um ano de inflação e de desaceleração económica.

O setor energético, nacionalizado por Hugo Chavez, gera 90% das receitas do país e permitiu a Caracas ganhar influência, através da chamada “petrodiplomacia”. A nível interno, o petróleo financiou os programas sociais e alimentou o crescimento, que no ano passado foi de 5,6%. Mas, este ano, os analistas esperam apenas 2%.

A redução das contribuições da indústria petrolífera para os fundos públicos vão obrigar Caracas a reduzir a despesa. O setor da construção será um dos mais penalizados.

Além disso, a indústria do país vive dias difíceis. Muitas das empresas nacionalizadas viram cair a produção, por questões laborais ou falta de investimento.

A moeda venezuelana, o bolívar, desvalorizou 32% só em fevereiro e a dívida pública representa metade do PIB. Os cortes energéticos e a escassez de remédios e alimentos são frequentes e a inflação, que ronda os 20%, é a maior da América Latina.

Em reação à eleição de Nicolas Maduro, a Venezuela viu disparar as taxas de juro no mercado obrigacionista. Só a dívida a dois anos disparou quase 12%.