Última hora

Última hora

Tribunal paquistanês ordena detenção de ex-Presidente Musharraf

Em leitura:

Tribunal paquistanês ordena detenção de ex-Presidente Musharraf

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal paquistanês ordenou a detenção do ex-Presidente Pervez Musharraf, mas o ex-Presidente, que estava a assistir à audiência, fugiu da sala de imediato e refugiou-se numa casa que tem nos arredores de Islamabad.

Musharraf está a ser julgado por estar alegadamente implicado em vários homicídios, incluindo o da antiga primeira-ministra Benazir Bhutto, em 2007.
Vários advogados paquistaneses tentaram convencer o Supremo Tribunal a julgar Musharraf por “alta traição”, por ter imposto o estado de emergência em 2007.

Entretanto, os advogados de defesa do ex-Presidente pediram recurso da decisão. O porta-voz do partido “A Liga de Todos os Muçulmanos do Paquistão (APML)”, que foi fundado em 2010 durante o exílio do ex-presidente, explicou que “apesar do juiz ter rejeitado o nosso recurso, foi tendencioso, tomou uma decisão errada e agora não confiamos no sistema judicial. Decidiram pôr Musharraf na prisão, vamos ver como o vão fazer.”

Pervez Musharraf está agora em casa, protegido pelos guarda-costas e por elementos do exército que lhe são fiéis.
Recorde-se que Musharraf voltou ao Paquistão para concorrer às eleições legislativas depois de ter estado exilado durante quatro anos. Perez Musharraf foi Presidente entre o golpe de Estado em 1999 e a demissão em 2008.