Última hora

Última hora

Venezuela: Auditoria eleitoral “não colocará em causa” vitória da Maduro

Em leitura:

Venezuela: Auditoria eleitoral “não colocará em causa” vitória da Maduro

Tamanho do texto Aa Aa

Na Venezuela a oposição e as autoridades eleitorais apresentaram sábado diferentes expectativas em relação à auditoria aos resultados eleitorais do passado dia 14.

No mesmo dia Nicolás Maduro acompanhou Raul Castro e Daniel Ortega durante uma visita ao túmulo de Hugo Chávez.

A vice-presidente do Conselho Nacional Eleitoral garantiu que a auditoria “não colocará em causa e em qualquer circunstância” a vitória de Maduro nas presidenciais.

“Quem não está de acordo com os resultados deste processo eleitoral deve recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça. É um direito que lhe assiste, cujas formas de recurso estão clara e plenamente estabelecidas na Lei Orgânica dos processos eleitorais”, disse Sandra Oblitas.

Na quinta-feira o Conselho Nacional Eleitoral tinha anunciado a extensão da auditoria eleitoral a 100% dos votos.

“Não estamos otimistas coma a justiça venezuelana, mas existem organismos internacionais. Aliás trata-se de delitos contra os direitos humanos”, retorquiu Henrique Capriles.

Eleito nas presidenciais com uma vantagem de 1,8% sobre Capriles, Nicolás Maduro tomou posse do cargo na passada sexta-feira com a oposição a exigir uma recontagem total dos votos.