Última hora

Última hora

Chineses batalham contra o tempo para encontrar sobreviventes

Em leitura:

Chineses batalham contra o tempo para encontrar sobreviventes

Tamanho do texto Aa Aa

É uma batalha contra o tempo que as forças de resgate enfrentam na esperança de encontrar sobreviventes do sismo de sábado na província chinesa Sichuan. As equipas de salvamento têm sido travadas por derrocadas e pelo facto de algumas estradas serem muito estreitas no acesso a povoações remotas. Alguns cidadãos queixam-se da lentidão do socorro. Mesmo assim, as autoridades recusam o auxílio internacional.

“Fiquei aterrorizada. Não havia problema em ficar esmagada, mas não podia arriscar a vida do meu filho. Estou preocupada porque não temos uma casa, não temos nada para comer. O que é que podemos fazer sem uma casa?”, questiona Cheng Zhirong, uma mãe de 37 anos.

O número de vítimas mortais ascende aos 203. Foram registados 11 mil e 500 feridos, 1000 dos quais em estado muito grave. O terramoto teve uma magnitude de 6,6 graus na escala de Richter. Até agora verificaram-se mais de 1400 réplicas.