Última hora

Última hora

Senkaku/ Diaoyu: as ilhas da divisão

Em leitura:

Senkaku/ Diaoyu: as ilhas da divisão

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão junto às ilhas inabitadas no Mar da China reivindicadas por Pequim e por Tóquio.

O movimento nacionalista nipónico que esta terça-feira enviou 10 navios de pesca para as ilhas Senkaku – administradas por Tóquio – recebeu ordens da Guarda Costeira japonesa para abandonar a área.

Tudo para evitar que se cruzassem com as embarcações chinesas que deram, entretanto, entrada nas águas territoriais do arquipélago.

O Japão já prometeu “expulsar pela força” um eventual desembarque e convocou, em sinal de protesto, o embaixador chinês.

A incursão ocorre após uma visita de deputados nipónicos ao polémico santuário de Yasukuni, considerado por Pequim um símbolo da opressão japonesa durante a primeira metade do século XX. O santuário homenageia os cerca de 2,5 milhões de soldados japoneses mortos em combate.