Última hora

Última hora

Biden e milhares de polícias em homenagem a agente morto pelos suspeitos de Boston

Em leitura:

Biden e milhares de polícias em homenagem a agente morto pelos suspeitos de Boston

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de elementos das forças de segurança norte-americanas participaram na homenagem ao polícia universitário morto no rescaldo do atentado durante a maratona de Boston.

Segundo as autoridades, Sean Collier, de 26 anos, foi alvejado pelos supostos bombistas – os irmãos Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev – no campus do Massachussetts Institute of Technology, três dias depois do ataque que fez três mortos e 264 feridos.

Durante a cerimónia, o vice-presidente Joe Biden disse que “se o objetivo do terrorismo é instigar medo, não se viu nada disso em Boston. Boston enviou uma poderosa mensagem ao mundo: representa o pior pesadelo e tudo aquilo que estes ‘jihadistas’ perversos, autodidatas e organizados, temem”.

Vários congressistas norte-americanos questionam agora se o FBI e outras agências de segurança cometeram erros, depois de se saber que os serviços secretos tinham chegado a entrevistar Tamerlan Tsarnaev em 2011, depois da Rússia o ter assinalado como um possível islamita radical.

Ainda hospitalizado, o irmão Dzhokhar enfrenta acusações que lhe podem valer a pena de morte.