Última hora

Última hora

Hollande defende aprovação do casamento gay e apela à calma

Em leitura:

Hollande defende aprovação do casamento gay e apela à calma

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês diz que a adoção, no Parlamento, da lei que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo acompanha a “evolução” da sociedade, na direção de “mais liberdade e igualdade”.

A imprensa faz referência, de forma quase unânime, a um momento “histórico”, apesar da questão continuar a dividir profundamente a sociedade francesa.

Uma residente de Paris afirma que “já era altura [da França] ter a mesma posição que os países do norte”.

Outro defende, por seu lado, que “é preciso opor-se firmemente, mas de forma calma, a esta mudança na civilização. Para já, nada é definitivo”.

A oposição conservadora recorreu ao Tribunal Constitucional para tentar bloquear o texto, mas François Hollande, que não acredita no veto da instância, prometeu promulgar a lei assim que os juízes se pronunciem.

O presidente francês fez um apelo à “calma”, à “compreensão” e ao “respeito”. Hollande frisou que “agora é preciso concentrar-se no essencial: no sucesso económico do país e na coesão nacional”.

Ontem, o fim da manifestação de opositores ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, depois da aprovação do texto na Assembleia em Paris, ficou marcado por incidentes violentos. A polícia anunciou 12 detenções na capital e outras 44 na cidade de Lyon, em incidentes semelhantes.