Última hora

Última hora

Futebol: A Alemanha é quem mais ordena

Em leitura:

Futebol: A Alemanha é quem mais ordena

Tamanho do texto Aa Aa

Com duas equipas praticamente na final da Liga dos Campeões o futebol alemão está em alta. Contrariamente aos modelos espanhol ou inglês, baseados em contratações milionárias, o modelo germânico aposta forte na formação.

Um investimento de mais de 700 milhões de euros com resultados que saltam à vista. Novas fornadas de craques todos os anos, clubes que respiram saúde financeira e a liga com maior média de espetadores do futebol mundial, mais de quarenta e duas mil pessoas por partida.

Para Robin Duttm diretor desportivo da Federação Alemã de Futebol, não é difícil indicar a origem do sucesso: “Penso que a principal razão remonta ao ano 2000, quando os clubes dos escalões profissionais foram obrigados a criar academias. Desde então têm feito um trabalho fora de série em termos de educação técnica e tática.

Os resultados foram visíveis pela primeira vez no Campeonato do Mundo de 2006, na Alemanha. Seguiu-se o sucesso dos clubes, através das suas equipas profissionais, nos últimos anos.”

Mesut Özil, Thomas Müller e Mario Götze são apenas algumas das estrelas que beneficiaram do novo sistema, que não se restringe aos clubes de elite. A Federação Alemã de Futebol garante estar atenta a qualquer diamante por lapidar, consciente que as grandes estrelas nascem invariavelmente em clubes pequenos.

Já o inglês Gary Lineker dizia, no futebol são onze jogadores de cada lado e no final ganha a Alemanha. Uma afirmação que faz cada vez mais sentido.