Última hora

Em leitura:

Presidente sérvio pede desculpas pelo "massacre" em Srebrenica


Sérvia

Presidente sérvio pede desculpas pelo "massacre" em Srebrenica

Dez meses depois de ter negado o genocídio, o pedido de perdão. O presidente da Sérvia pediu desculpas pelo massacre em Srebrenica durante uma entrevista à televisão estatal bósnia.

A entrevista vai ser transmitida, na íntegra, em maio, mas há já excertos a circular na internet onde Tomislav Nikolic pede desculpa pelos crimes cometidos pelas forças sérvias em julho de 1995.

No pedido de desculpas, o chefe de Estado parece estar prestes a pronunciar a palavra “genocídio” que acaba por substituir por “crime”.

As famílias das vítimas e o presidente da principal associação das mães de Srebrenica duvidam da sinceridade do nacionalista sérvio pelo facto de não ter usado, uma única vez, o termo “genocídio.”

A primeira condenação oficial do massacre por parte do parlamento sérvio aconteceu em março de 2010.

Os factos remontam a 1995, altura em que as forças sérvias massacraram cerca de oito mil muçulmanos na localidade de Srebrenica durante a guerra na Bósnia. Este já foi considerado como o pior massacre na Europa desde o final da II Guerra Mundial.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Itália: Letta inicia consultas para tentar formar governo