Última hora

Última hora

A exposição que comemora os 50 anos do assassinato de Kennedy

Em leitura:

A exposição que comemora os 50 anos do assassinato de Kennedy

Tamanho do texto Aa Aa

No ano em que se comemoram os 50 anos da morte de Kennedy, o Newseum, em Washington, tem patente uma exposição que volta a trazer às luzes da ribalta o mito do trigésimo quinto presidente norte-americano, assassinado a 22 de novembro de 1963.

Uma grande parte da exposição é composta por 70 fotos assinadas por Jacques Lowe, o fotógrafo pessoas de Kennedy: “Os negativos perderam-se durante os ataques do 11 de Setembro. Graças à tecnologia digital, o Newseum restaurou estas imagens a partir das provas de contacto, e foi, assim, possível realizar esta exposição”, explica Indira Williams Babic, a curadora da exposição.

O público pode igualmente apreciar artigos pessoais de Lee Harvey Oswald, o assassino de Kennedy, entre as quais a sua carteira; ou ainda a câmara de filmar que pertenceu a Abraham Zapruder, que imortalizou, em 8mm, o momento fatal…

Uma parte da exposição é dedicada à imprensa e à forma como este assassinato mudou o mundo das notícias.

Esta exposição recorda Kennedy o homem, o mito e o legado. E claro, faz-nos recordar o momento em que ficámos ao corrente dos tiros de Dallas. Era o princípio de uma nova era: o primeiro ‘breaking news’ da história da televisão.