Última hora

Última hora

Bangladesh: Detidos vários responsáveis pela tragédia ocorrida no edifício onde operavam várias fábricas de vestuário

Em leitura:

Bangladesh: Detidos vários responsáveis pela tragédia ocorrida no edifício onde operavam várias fábricas de vestuário

Tamanho do texto Aa Aa

No Bangladesh milhares de trabalhadores da indústria têxtil manifestaram-se em Savar, perto das ruínas do edifício de oito andares que desabou na quarta-feira onde operavam cinco fábricas que produziam peças de roupa para conhecidas marcas ocidentais.

A polícia disparou balas de borracha e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.

No mesmo dia em que foi anunciada a detenção de dois administradores das fábricas que operavam no edifício e dois engenheiros com responsabilidades na tragédia, o número de mortos ascendia a cerca de 350. O proprietário do edifício ainda não foi encontrado.

Cerca de 4.500 fábricas encerraram devido a protestos e os sindicatos convocaram uma greve para hoje.

Os sobreviventes contam que na terça-feira eram visíveis rachas no edifício, mas os patrões ordenaram aos funcionários que voltassem ao trabalho.

Um responsável pelo serviço de bombeiros, disse que ainda há sobreviventes presos em bolsas nos escombros, mas que as suas hipóteses estão “a diminuir ao minuto”.

“Esta é a minha mulher. Há momentos falámos ao telefone. Está viva, caída ao lado de uma casa de banho juntamente com três pessoas. Ainda estão vivas”, disse o marido de uma sobrevivente ainda sob os escombros.

Este acidente levou ativistas a acusar novamente as multinacionais ocidentais que colocam os lucros à frente da segurança em países onde os trabalhadores ganham menos de 40 dólares por mês.