Última hora

Última hora

Polícia captura proprietário do edifício que se desmoronou no Bangladesh

Em leitura:

Polícia captura proprietário do edifício que se desmoronou no Bangladesh

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades do Bangladesh detiveram o proprietário do complexo fabril de nove andares que se desmoronou na quarta-feira, nos arredores da capital.

O homem que é igualmente membro do partido no governo, foi capturado junto à fronteira com a Índia, ao final de cinco dias de fuga.

Dois diretores de ateliês de pronto a vestir, instalados no edifício, assim como dois engenheiros municipais deverão comparecer frente aos tribunais, na terça-feira, para responder por acusações de homicídio por negligência.

As autoridades procuram ainda um empresário de nacionalidade espanhola proprietário de outro ateliê de confeção.

Os homens são acusados de terem ignorado os alertas dos trabalhadores para o risco de desabamento do edifício, tendo mesmo forçado os empregados a retomarem o trabalho apesar dos receios.

A investigação das autoridades prossegue quando as operações de resgate permitiram evacuar os últimos sobreviventes.

O balanço de vítimas ascende agora a mais de 370 mortos e um milhar de feridos quando cerca de 700 pessoas permanecem desaparecidas.

O sinistro, considerado o pior acidente industrial no país, volta a chamar a atenção para as condições de trabalho precárias do setor da industria têxtil cujo grosso da produção tem como destino várias lojas e marcas europeias.

O supremo tribunal do Bangladesh ordenou, entretanto, o congelamento de todos os bens das empresas alojadas no edifício destruído, assim como o pagamento de indemnizações a todos os trabalhadores afetados.

Quatro altos responsáveis governamentais foram também convocados a testemunhar frente aos juízes, no próximo dia 30, entre os quais o diretor da “polícia industrial” local, assim como o responsável local pela inspeção de zonas fabris.