Última hora

Última hora

Itália: Primeiro-ministro visita vítimas de tiroteio

Em leitura:

Itália: Primeiro-ministro visita vítimas de tiroteio

Tamanho do texto Aa Aa

A consternação e a emoção refletem-se nas manchetes dos jornais italianos desta segunda-feira, depois do tiroteio que assombrou a tomada de posse do governo de Enrico Letta.

O incidente provocou três feridos, dois agentes da polícia e uma mulher grávida. De acordo com as autoridades dois estão fora de perigo, um dos polícias está em estado crítico.

O primeiro-ministro, Enrico Letta, visitou os feridos e mostrou-se solidário para com as famílias.

“Temos um forte vínculo com os Carabinieri, a aplicação da lei e, claro, com a família do sargento Giangrande, com a sua filha… Temos de juntar forças em torno da família e das forças de segurança. Este momento exige que continuemos a cumprir os nossos deveres,” afiança o primeiro-ministro italiano.

O alegado autor dos disparos, Luigi Prieti, tem 49 anos e está desempregado. Segundo as autoridades italianas este não foi um atentado terrorista mas um ato isolado. De acordo com o procurador de Roma, Pierfillippo Laviani, Prieti tinha como alvo os políticos.