Última hora

Última hora

Escalar dos conflitos na Faixa de Gaza e Cisjordânia

Em leitura:

Escalar dos conflitos na Faixa de Gaza e Cisjordânia

Tamanho do texto Aa Aa

Um palestiniano morreu e outro ficou ferido num raide aéreo israelita na Faixa de Gaza, esta terça-feira. A informação foi avançada pelo Hamas.

O exército israelita confirmou o raide, em comunicado. O alvo era “um terrorista da jihad mundial”, membro do movimento salafista, envolvido no disparo de tiros de rockets a 17 de abril contra Eilat.

Na Cisjordânia, palestinianos e colonos israelitas envolveram-se em confrontos, depois de um colono ter sido morto à facada por um palestiniano.

A vítima era um jovem na casa dos 20 anos e vivia num colonato no norte da Cisjordânia. O alegado homicida reside em Tulkarem e ficou ferido após um confronto com a polícia, tendo sido depois hospitalizado.

“Ele sentiu-se injustiçado e sentiu a dura realidade em que vivemos. Ele está frustrado porque não tem emprego. A opressão leva uma pessoa a fazer qualquer coisa! Nós vivemos numa situação económica muito difícil!”, exclama o irmão do alegado homicida.

As autoridades israelitas reforçaram a segurança de modo a impedir confrontos, o que não evitou que os israelitas, em retaliação pela morte do colono incendiassem os campos agrícolas dos palestinianos, o principal meio de subsistência das pessoas da região.

O enviado da euronews à Cisjordânia, Mohammed Shaikhibrahim, informa que “os colonos israelitas expressaram a raiva em vários sítios da Cisjordânia. As manifestações foram acompanhadas por um forte dispositivo de segurança. Barreiras e postos de controlo separam as cidades palestinianas e os colonatos israelitas de modo a evitar qualquer conflito entre as duas partes.”