Última hora

Última hora

O novo rei que confia no futuro da Holanda

Em leitura:

O novo rei que confia no futuro da Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

A partir de hoje, a Holanda tem um novo monarca. Guilherme Alexandre assumiu o trono na cerimónia de investidura que decorreu esta tarde, na Igreja Nova de Amesterdão. Aquele que se tornou no mais jovem rei da Europa, aos 46 anos, agradeceu a dedicação da mãe à frente da Casa Real, declarou a sua confiança no futuro do país e apelou a um esforço de cooperação por parte de todos os cidadãos holandeses.

Assistiram mais de 200 membros do Senado e da Câmara dos Representantes e representantes das casas reais europeias, entre os quais Carlos de Inglaterra, Filipe de Espanha, Alberto do Mónaco, Vitória da Suécia e Frederico da Dinamarca. Os príncipes Naruhito e Masako do Japão também marcaram presença, assim como o antigo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso e o do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

Esta manhã, a ainda Rainha Beatriz, agora novamente princesa, assinou o ato de abdicação.

Depois de 33 anos de reinado, Beatriz decidiu passar o testemunho, aliás como tem vindo a ser tradição neste país. Guilherme Alexandre torna-se no primeiro homem a assumir a coroa holandesa desde 1890. A mulher, Máxima, assume o título de rainha-consorte.

Participaram na assinatura do ato de abdicação o primeiro-ministro Mark Rutte, os presidentes do Senado e da Câmara dos Representantes, os ministros do executivo holandês, e as representações dos territórios de Aruba, Curaçau e Sint Maarten.

Mais de 25 mil holandeses aguardavam no exterior do Palácio Real, na Praça Dam, as palavras do novo monarca, que agradeceu o caloroso acolhimento do povo. Pouco depois, juntavam-se as três filhas do casal real, a princesa herdeira Catarina-Amália, Alexia e Ariane.