Última hora

Última hora

Bruce Springsteen à patrão pela Europa

Em leitura:

Bruce Springsteen à patrão pela Europa

Tamanho do texto Aa Aa

“The Boss” está de volta. Bruce Springsteen e a E Street Band deram o pontapé de saída na digressão europeia com dois espetáculos em Oslo:

O toque de midas Springsteen não mostra nenhum sinal de declínio, as música e as letras ainda têm a capacidade de mover uma legião de fãs.

Explicou a arte por trás das letras: “Como artista, é-se pago para usar a imaginação e desenvolver um vocabulário e uma arte que nos permita colocarmo-nos na posição de outras pessoas, e dar ao público uma noção de como será. Todos os grandes cineastas fazem a mesma coisa. ninguém espera que Martin Scorsese seja um membro da máfia, mas ele imagina-o muito bem. Portanto, não é um truque de magia.”

Bruce Springsteen é um Charles Dickens ou um George Orwell moderno, um cronista das lutas enfrentadas pela classe trabalhadora americana: “O grande problema na América agora é apenas a enorme desigualdade, a riqueza que tem vindo a aumentar ao longo dos últimos 30 anos, não vou entrar por aí, mas é algo que ainda me motiva e me levara a escrever sobre isso”.

The Boss e a E Street Band estão numa digressão europeia até ao final de julho.