Última hora

Última hora

Grécia: protesto e greve no Dia do Trabalhador

Em leitura:

Grécia: protesto e greve no Dia do Trabalhador

Tamanho do texto Aa Aa

O Dia do Trabalhador foi dia de protestos e greve geral na Grécia.

As manifestações anti-austeridade reuniram cerca de 13 mil pessoas em Atenas e Salónica, segundo as autoridades.

A maioria dos manifestantes eram simpatizantes do partido comunista.

Os protestos tiveram lugar três dias depois do Parlamento ter aprovado novas medidas de austeridade acordadas entre o governo e a troika para que Atenas aceda à próxima fatia do resgate financeiro.

O líder do Partido Syriza, na oposição, afirma que “a economia não pode ser reanimada pelo império bancário falido, nem pelo sistema político corrupto. Será o proletariado que a vai reavivar, com as suas batalhas”.

A segunda greve geral de 2013, convocada pelos principais sindicatos, foi observada sobretudo durante a manhã, com paralizações nos transportes marítimos, comboios e linhas de metro de Atenas, bem como nos monumentos históricos.

Um turista norte-americano, afirma que “Merkel conquistou a Grécia e estas são as consequências”. Diz que está desiludido, porque provavelmente, não terá outra oportunidade para visitar a Acrópole, mas acrescenta que “são coisas que acontecem”.