Última hora

Última hora

BCE corta taxas de juro e está ponto a agir de novo

Em leitura:

BCE corta taxas de juro e está ponto a agir de novo

Tamanho do texto Aa Aa

Agiu e está pronto a agir: o Banco Central Europeu (BCE) reiterou na reunião em Bratislava, na Eslováquia, a sua intenção de impulsionar a frágil economia da zona euro.

Pela primeira vez em dez meses, o Conselho de Governadores decidiu, por larga maioria, cortar a taxa de juro de referência em um quarto de ponto, dos 0,75% para os 0,5%. Trata-se de um novo mínimo histórico.

A decisão era esperada, face à acumulação de indícios de uma nova contração da economia no primeiro trimestre. O presidente do BCE, Mario Draghi, explicou que “a fragilidade da atividade económica e as previsões da inflação a médio prazo afetam agora não apenas as economias periféricas, onde se pode duvidar do mecanismo de transmissão de política monetária, mas também as economias centrais”.

O setor industrial europeu voltou a desacelerar em abril. No caso da Alemanha o recuou foi ainda mais acentuado do que em março.

O BCE anunciou também que vai manter até julho do próximo ano o programa de liquidez ilimitada aos bancos, para que financiem as pequenas e médias empresas, que têm cada vez mais dificuldades em aceder ao crédito, sobretudo, nos países periféricos.

A economia da zona euro está a contrair há cinco trimestres. O desemprego atinge máximos históricos, afetando o consumo, apesar da inflação ter recuado para 1,2%, o mínimo de três anos.