Última hora

Última hora

Letta pede medidas à UE para travar desemprego

Em leitura:

Letta pede medidas à UE para travar desemprego

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de governo italiano tinha prometido e cumpriu. Enrico Letta deslocou-se a Bruxelas para dizer que é tempo da Europa tomar medidas de combate ao desemprego. Um flagelo que inviabiliza o crescimento económico em tempos de austeridade.

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso reconhece a gravidade do problema:

“Partilho a opinião do primeiro-ministro italiano de que a União Europeia e os países membros precisam de implementar o quanto antes medidas de crescimento e apoio à criação de emprego. Medidas que consideramos indispensáveis para impulsionar o crescimento e a competitividade assente na saúde das finanças públicas.”

Do Conselho Europeu agendado para junho, Letta aguarda por medidas concretas:

“Transmiti ao presidente Durão Barroso a minha determinação em lutar contra o desemprego entre os jovens que é um verdadeiro pesadelo no meu país, mas também em toda a União Europeia. Este é um ponto crucial da nossa política e da nossa batalha económica.”

Nesta batalha, o primeiro-ministro italiano conta com um aliado de peso: o chefe de Estado francês. A necessidade de coordenar política de trabalho a nível europeu é partilhada por François Hollande com que se reuniu na véspera.