Última hora

Última hora

Liga Europa: Benfica defronta Chelsea na final de Amesterdão

Em leitura:

Liga Europa: Benfica defronta Chelsea na final de Amesterdão

Tamanho do texto Aa Aa

O Benfica está na sua primeira final europeia em 23 anos depois de receber e vencer o Fenerbahce por três bolas a uma. Um triunfo construído no segundo tempo graças a dois golos de Óscar Cardozo.

A partida começou bem para os encarnados, que abriram o marcador e igualaram a eliminatória logo aos nove minutos por Nico Gaitán. Quem pensou que estava feito o mais difícil, enganou-se.

Apesar do Benfica continuar a mandar no jogo foi o Fenerbahce que chegou à igualdade, estavam cumpridos 23 minutos de jogo. Dirk Kuyt foi o autor do golo, na transformação de uma grande penalidade após mão de Ezequiel Garay dentro da área. Um lance precedido de fora de jogo de Moussa Sow. A arbitragem do francês Laurent Stien esteve longe do nível exigido a uma meia-final europeia.

Ainda antes do descanso, Cardozo fez o primeiro da sua conta pessoal aproveitando uma distração da linha defensiva turca. O paraguaio repetiu a dose já no segundo tempo e colocou o Benfica em vantagem na eliminatória.

Os turcos ainda tentaram chegar novamente ao golo mas o coração enorme não foi suficiente para compensar a falta de discernimento que contagiava a equipa. Sobretudo depois de terem visto Gökhan Gönül sair lesionado após um lance com Gaitán. O argentino pontapeou o turco na cabeça quando tentava um pontapé acrobático.

Na final os encarnados não poderão contar com Maxi Pereira, que viu um cartão amarelo à meia hora de jogo. Uma baixa de peso para defrontar o Chelsea.

Os londrinos ainda se assustaram quando o Basileia abriu o ativo no primeiro tempo mas deram a volta após o descanso para vencer por três a um.

A final está marcada para 15 de maio em Amesterdão, cidade onde o Benfica venceu a sua última competição europeia em 1962.