Última hora

Última hora

Bangladesh: número de mortos no desabamento de prédio não pára de aumentar

Em leitura:

Bangladesh: número de mortos no desabamento de prédio não pára de aumentar

Tamanho do texto Aa Aa

Subiu para mais de 500 o número de mortos, vítimas do desabamento de um edifício nos arredores da capital do Bangladesh onde operavam fábricas têxteis. Este é o último balanço feito pelas autoridades. Naquele que já é considerado o mais grave acidente industrial do país as operações de resgate continuam. Mais de 100 pessoas, das quase 2500 que trabalhavam na fábrica estão desaparecidas. 9 dias depois do colpaso, o número de vítimas mortais ainda a ser provisório.

Jalil Miah, um voluntário que está a ajudar as equipas de resgate explica que “desde a última noite até agora retirámos 40 corpos, os números estão a crescer, ainda há corpos para retirar.”

Entretanto, a polícia de Bangladesh deteve o engenheiro responsável pela construção do prédio. Abdur Razzak Khan até tinha alertado para a possibilidade de colapso do edifício depois de terem sido detetadas fissuras, mas não alertou as autoridades.
Outras oito pessoas já tinham sido detidas, incluindo o proprietário do edifício e quatro responsáveis pelas fábricas têxteis que obrigaram os trabalhadores a regressar às linhas de produção apesar das fissuras detetadas.

O Bangladesh é o segundo maior produtor de roupa do mundo mas a segurança nas fábricas é muito reduzida. Recorde-se que em novembro de 2012, 111 pessoas morreram num incêndio numa unidade fabril.