Última hora

Última hora

Eleitores britânicos penalizam Cameron e reforçam partido antieuropeu

Em leitura:

Eleitores britânicos penalizam Cameron e reforçam partido antieuropeu

Tamanho do texto Aa Aa

Foram “notáveis” os resultados do partido antieuropeu e anti-imigração UKIP nas eleições municipais que decorreram na Inglaterra e no País de Gales. A expressão foi utilizada por Nigel Farage, o líder do UKIP (Partido da Independência do Reino Unido), que acabou por alcançar o quinto lugar neste escrutínio, com 147 assentos. Durante quase todo o dia, era anunciado como certo um terceiro lugar, o que inflamou as reações do movimento de direita.

Os conservadores de David Cameron ultrapassaram os 1100 lugares, mas ficaram sem 10 dos 35 círculos eleitorais em questão, registando uma perda relativamente significativa. Aquele que era considerado um ensaio das legislativas de 2015 acabou por penalizar o atual executivo. Cameron declarou prontamente que vai intensificar os esforços para recuperar os votos perdidos.

Os trabalhistas vieram em segundo lugar, arrecadando mais dois círculos do que anteriormente.

Estavam em causa cerca de 2300 assentos nas concelhias inglesas, à parte de Londres, e em Anglesey, no País de Gales.

O UKIP não tem deputados no parlamento britânico, mas está presente no Parlamento Europeu, com 11 assentos.