Última hora

Última hora

Paquistão: Assassinado procurador que investigava morte de Benazir Buttho

Em leitura:

Paquistão: Assassinado procurador que investigava morte de Benazir Buttho

Tamanho do texto Aa Aa

Foi assassinado, a tiro, esta sexta-feira, o procurador que dirigia a investigação sobre a morte da ex-primeira-ministra paquistanesa, Benazir Buttho. Chaudry Zulfiqar foi atingido por atiradores em motos, quando conduzia o seu carro. Faleceu no hospital.

O magistrado dirigia-se ao tribunal antiterrorista de Rawalpindi, para uma nova audiência sobre o assassinato de Benazir Buttho, em 2007. Cinco anos depois, ninguém foi ainda condenado pela morte da ex-primeira-ministra.

Um relatório da ONU, de 2010, dá conta que o assassinato podia ter sido evitado. Concretamente, é posta em causa a ação do antigo presidente, Pervez Musharaf, para garantir a segurança da ex-chefe do governo.

Em Islamabad e Rawalpindi, os advogados anunciaram uma greve, após o assassinato do procurador, a menos de duas semanas das eleições nacionais.

A segurança, no Paquistão, continua a deteriorar-se. Esta quinta-feira, uma nova bomba visou a sede de um partido político. Oito pessoas ficaram feridas.