Última hora

Última hora

Últimos sul-coreanos abandonaram Kaesong

Em leitura:

Últimos sul-coreanos abandonaram Kaesong

Tamanho do texto Aa Aa

Os últimos sete trabalhadores sul-coreanos que permaneciam no complexo industrial de Kaesong, na Coreia do Norte, abandonaram as instalações esta sexta-feira.

Na semana passada, Seul ordenou a todos os sul-coreanos para abandonarem Kaesong, após Pyongyang ter impedido o acesso de trabalhadores do sul às instalações e rejeitar o apelo de empresários sul-coreanos para negociações sobre o futuro do complexo.

“Durante as negociações com a Coreia do Norte salientei repetidamente que a situação no complexo de Kaesong devia normalizar para minimizar os prejuízos das empresas que lá operam”, disse um responsável da administração do complexo.

Estabelecido em 2004, o complexo, que fica a 10 quilómetros da fronteira, no território da Coreia do Norte, era um símbolo de cooperação transfronteiriça.

Anteriormente imune às tensões, Kaesong não sobreviveu agora à degradação abrupta das relações entre as duas Coreias.

A ONU impôs sanções à Coreia do Norte devido à realização de um teste nuclear em fevereiro, ao que Pyongyang respondeu com ameaças à Coreia do Sul e a Washington.