Última hora

Última hora

Eurocéticos britânicos em terceiro lugar nas eleições locais

Em leitura:

Eurocéticos britânicos em terceiro lugar nas eleições locais

Tamanho do texto Aa Aa

É uma grande vitória para Nigel Farage: nas eleições locais britânicas, o UKIP, o partido independentista do Reino Unido, ganhou mais de 140 assentos municipais e alcançou 25% dos votos, nos condados onde concorreu.

Para o líder do partido, que defende a saída do Reino Unido da União Europeia, o resultado explica-se facilmente: os políticos anteriores “decidiram sozinhos esta união política com a Europa e agora 75% das nossas leis são feitas noutro lado qualquer. A maioria de nós está a dizer: ‘Queremos o nosso país de volta’. Ser amigos da Europa e negociar com ela, sim, mas ser governados por Bruxelas, não”!

Os trabalhistas foram os mais votados e ganharam cerca de 300 lugares autárquicos. Os grandes perdedores foram os conservadores, afastados mesmo do controlo de 10 condados que antes detinham.

O resultado não desmotiva, contudo, o primeiro-ministro conservador. “Percebo porque é que algumas pessoas que nos apoiaram antes, não nos apoiaram agora. Querem que façamos mais: que nos esforcemos pelos trabalhadores, que resolvamos os problemas que os preocupam; mais, em termos de custo de vida; mais, para relançar a economia… é nelas que nos devemos focar mas temos de fazer mais e melhor”, afirma David Cameron.

Os resultados das eleições locais desta quinta-feira foram conhecidos na sexta-feira. Cerca de dez mil candidatos estavam em liça, para os conselhos de vários condados britânicos, que têm a seu cargo a gestão das escolas, das rodovias ou dos serviços de bombeiros, entre outros.