Última hora

Última hora

ABBA viram peças de museu

Em leitura:

ABBA viram peças de museu

Tamanho do texto Aa Aa

Abre um museu dedicado aos ABBA, em Estocolmo, quase 40 anos depois de terem saltado para a fama, ao vencer o Festival da Eurovisão. O museu traça os seus primeiros dias e todo o percurso até se tornarem na maior banda da Suécia na década de 70 e início dos anos 80. Mas, no museu também existe um toque moderno.

Mattias Hansson, Diretor, Museu dos ABBA: “Temos as guitarras, os tambores, as mesas de mistura e o estúdio. Temos todas as recordações clássica. Não nos falta nada significativo. Mas quisemos acrescentar algo para o tornar a experiência muito divertida. Desta forma é possível tornar-se no quinto membro do ABBA ao entrar no palco, onde estão representados em ilusões holográficas, ao mesmo tempo o seu desempenho está a ser filmado e é colocado no seu bilhete na homepage, pois cada bilhete para o Museu dos ABBA está ligado a uma página da internet individual.”

A ideia de um museu dedicado à exportação musical mais famosa da Suécia remonta a 2008. Mas só quando um dos ex-membros se envolveu no projeto é que as coisas descolaram.

Björn Ulvaeus: “Os museus são normalmente sobre pessoas que já morreram. Pensei ser o tipo de coisa com a qual não me queria envolver. Meio estranha, um pouco narcisista. Mas, há cerca de um ano, de repente, dei-me conta que isso vai acontecer agora na minha cidade natal. As pessoas vão querer ir e perguntam-me como é. E quando percebi , pensei que tinha de me envolver para ter certeza que fazem tudo para que seja o melhor possível. Estou feliz por o ter feito porque foi muito divertido, assim como contar esta história novamente.”

O museu dos ABBA é uma porta para os fãs, a abrir durante este mês.