Última hora

Última hora

Justiça alemã inicia julgamento de célula neo-nazi

Em leitura:

Justiça alemã inicia julgamento de célula neo-nazi

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, começa esta segunda-feira o julgamento da única sobrevivente de uma célula neo-nazi, que matou oito imigrantes turcos, um grego e uma polícia alemã.

Beate Zschape fazia parte do autodenominado Nacional Socialista Clandestino, também acusado de fazer explodir duas bombas em áreas residenciais de imigrantes e de 15 assaltos a bancos.

Os crimes ocorreram entre o ano 2000 e 2007 e a descoberta da célula provocou uma enorme polémica no país, não tendo faltado acusações contra os serviços secretos alemães.

A advogada de defesa das vítimas, Angelika Lex, afirma que “o escândalo deste julgamento é que foram cometidas dez mortes por estes terroristas, durante uma década, sem que os serviços secretos, que tinham elementos infiltrados na extrema-direita, tivessem contribuído para a resolução dos crimes”.

As famílias das vítimas vão confrontar-se pela primeira vez com a ré, denominada pela imprensa como a “noiva nazi”.

O julgamento deveria ter começado em Abril, mas os média turcos e gregos exigiram a presença no tribunal. Após longas negociações, foram atribuídos quatro lugares a jornalistas dos dois países.

Segundo o ministério público, o grupo atacava especialmente os proprietários de pequenos comércios de bairro.