Última hora

Última hora

Kon-Tiki a navegar os cinemas

Em leitura:

Kon-Tiki a navegar os cinemas

Tamanho do texto Aa Aa

Os cineastas Joachim Roenning e Espen Sandberg revisitam o aventureiro norueguês Thor Heyerdahl, na lendária travessia do oceano, num barco de madeira, em Kon-Tiki. Em 1947 navegou durante 101 dias através do Oceano Pacífico, desde o Peru até às ilhas do Mar do Sul, numa viagem de quase 7.000 km.

Espen Sandberg, realizador: “Thor é um ser humano muito interessante. E vimo-nos um pouco nele também. É certamente complexo. Muito obstinado e tinha que ter razão. Achamos muito interessante ele estar disposto e embarcar neste barco de madeira, arriscar a vida e a da equipa para provar a sua teoria. Ainda por cima ele tinha medo de água. Não sabia nadar.”

A embarcação usada no filme é a mesma que o neto de Heyerdahl construiu e usou para reconstituir os passos do avô em 2006.A aventura foi apelidada como o primeiro reality show onde transmitiam atualizações em código Morse.

Joachim Roenning, Espen Sandberg, realizadores: “Mudou-nos e acho que também falámos muito sobre o preço do sucesso, muitas vezes pago por outros e também temos isso no filme, que ele é muito ambicioso, que alcança o seu objetivo, mas também perde a família. E isso é algo que nós também falamos muito, porque viajamos muito e estamos longe das nossas mulheres e filhos e tentamos encontrar um equilíbrio que ele não conseguiu.”

Nomeado para melhor filme estrangeiro nos Óscares deste ano, Kon-Tiki está agora em estreia em vários países europeus.