Última hora

Última hora

Rússia: Manifestação em Moscovo

Em leitura:

Rússia: Manifestação em Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

De manhã cedo manifestantes russos desfraldaram num edifício de Moscovo uma enorme faixa exigindo a libertação de presos políticos.

Foi o prelúdio da concentração convocada para o centro da capital russa, onde, há um ano, a polícia dispersou uma manifestação contra Vladimir Putin na véspera de sua tomada de posse.

Contudo, este dia de protesto foi ensombrado pela morte de um técnico que sofreu um acidente durante a instalação do equipamento sonoro.

No dia 6 de maio de 2012 centenas de pessoas foram detidas quando protestavam no mesmo local contra o regresso de Putin à presidência.

“Eu fui a única acusada após terem feito uma busca à minha casa. Ainda estou em liberdade, mas não posso sair de Moscovo e não poderei durante muitos anos”, disse a ativista política Maria Baronova.

Os críticos de Putin viram no uso da força e das ameaças de penas de prisão uma forma de intimidação e repressão do Kremlin contra a oposição.

Passado um ano essa mesma oposição surge fragmentada e caótica. A revolta deu lugar à apatia.