Última hora

Última hora

Vaticano: 35 novos guardas suíços

Em leitura:

Vaticano: 35 novos guardas suíços

Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Francisco saudou esta segunda-feira os 35 novos recrutas da Guarda Suíça que prestaram juramento, no dia que evoca a morte de 147 soldados helvéticos em defesa do Papa Clemente VII, em 1527, durante o saque de Roma.

Devido ao mau tempo, o juramento decorreu na sala Paulo VI, perante o arcebispo Giovanni Angelo Becciu, da Secretaria de Estado do Vaticano, em representação do Papa.

A Guarda Suíça Pontifícia, fundada pelo Papa Júlio II em 1506, é uma companhia de voluntários, recrutados em todas as partes da Confederação Helvética, organizados militarmente, para a segurança do Papa e da sua residência.

O corpo é formado por 110 guardas com uma comissão de dois anos com compossibilidade de renovação e promoção, até um máximo de 20 anos de serviço.