Última hora

Última hora

Israel esforça-se por convencer Damasco e minimiza risco de escalada do conflito sírio

Em leitura:

Israel esforça-se por convencer Damasco e minimiza risco de escalada do conflito sírio

Tamanho do texto Aa Aa

Israel esforçou-se esta segunda-feira em garantir à Síria que os raides aéreos do fim de semana não pretenderam enfraquecer o regime face aos rebeldes.

Damasco ameaçou responder aos ataques da aviação hebraica junto da capital que, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, mataram pelo menos 42 soldados.

Rajaa al-Nasser, do Corpo de Coordenação Nacional para a Mudança Democrática na Síria – único grupo da oposição síria tolerado no interior do país -, afirmou em Damasco que se trata de “uma agressão contra todo o povo sírio, que nenhuma das partes envolvidas deve usar para seu benefício”.

Apesar de minimizar os riscos de uma escalada do conflito na região, Israel conduziu exercícios militares nos montes Golã onde, segundo um porta-voz do Exército, se abateram ontem dois “rockets”.

O Estado hebraico assegura que os raides perto de Damasco pretendiam apenas evitar o envio de armas para o Hezbollah libanês.