Última hora

Última hora

Confrontos em Jerusalém

Em leitura:

Confrontos em Jerusalém

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que Israel comemorou o Dia de Jerusalém, registaram-se confrontos entre a polícia israelita e palestinianos nas nas Portas de Damasco, uma das vias de acesso à parte da cidade onde se situa a mesquita de Al-Aqsa.

O Mufti de Jerusalém foi libertado após seis horas de interrogatório.

A polícia israelita tinha detido Mohamed Hussein, Mufti de Jerusalém, por suposto envolvimento nos distúrbios na mesquita de Al-Aqsa em que jovens judeus terão sido agredidos por palestinianos no monte do Templo, terça-feira.

A detenção do Mufti coincidiu com o Dia de Jerusalém em que é celebrado o aniversário da conquista israelita de Jerusalém Oriental durante a guerra dos Seis Dias, em junho de 1967.

Israel considera Jerusalém como capital unificada e indivisível, mas a comunidade internacional não reconhece a anexação da parte oriental que os palestinianos querem transformar em capital do seu futuro Estado.