Última hora

Última hora

Raptos em Cleveland: Ariel Castro acusado de sequestro e violações

Em leitura:

Raptos em Cleveland: Ariel Castro acusado de sequestro e violações

Tamanho do texto Aa Aa

Ariel Castro, o proprietário da casa de Cleveland onde três norte-americanas foram mantidas em cativeiro durante uma década, foi formalmente acusado de rapto e violações.

Ao contrário do antigo condutor de autocarro escolar de 52 anos, os irmãos Pedro e Onil, também detidos na segunda-feira, não viram imputado, de momento, qualquer crime.

O procurador de Cleveland, Victor Pérez, explicou que “no que diz respeito a Pedro e Onil Castro, não foram formalizadas quaisquer acusações, pois de momento não existem indícios de que estes dois indivíduos tiveram qualquer envolvimento nos crimes cometidos”.

Depois de quase uma década em cativeiro, Gina DeJesus pode voltar esta quarta-feira para a casa da família.

As autoridades revelaram que Castro mantinha atadas Gina e as outras mulheres sequestradas para evitar que escapassem, depois do FBI ter encontrado correntes e cordas na agora conhecida como “casa dos horrores”.

A tia de Gina, Sandra Ruiz, frisou que “a última coisa” que deseja é que membros da comunidade decidam “retaliar contra a família dos suspeitos do crime”.

Num dia de fortes emoções, Amanda Berry, de 27 anos, e a filha de seis anos nascida em cativeiro também foram transferidas para a casa da família, enquanto a restante sequestrada, Michelle Knight, de 32 anos, continua hospitalizada.