Última hora

Em leitura:

Violência na Nigéria


Nigéria

Violência na Nigéria

Informações contraditórias apontam que na terça-feira membros da seita Boko Haram mataram na cidade de Bama 23 elementos das forças de segurança nigerianas e queimaram os seus corpos.

Elementos da Boko Haram emboscaram sessenta polícias que se tinham deslocado àquela cidade para prender ativistas daquele grupo. Dezassete agentes continuam desaparecidos.

No mesmo dia outros 46 polícias terão morrido quando foram atacados por elementos da seita Ombatse nos arredores da cidade de Lafia, no estado de Nassarawa, no centro do país.

Um advogado e ativista dos direitos humanos tenta explicar estes ataques:

“As pessoas estão mais inclinadas a identificarem-se com os seus grupos tribais do que com o país como um todo. Essa é uma das tragédias desta nação”, disse Ememanka Onyebuchi.

A seita Ombatse, cujo nome significa “a hora chegou”, assume-se como um movimento que tem a missão de limpar a sociedade de vícios, como o alcoolismo e o adultério.

O estado de Nassarawa está localizado na fronteira entre a região norte da Nigéria, maioritariamente muçulmana, e o sul do país, predominantemente cristão.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Rússia: Acidente de comboio faz 27 feridos