Última hora

Última hora

Congresso norte-americano examina falhas de segurança no atentado de Boston

Em leitura:

Congresso norte-americano examina falhas de segurança no atentado de Boston

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos procuram compreender o que falhou no sistema de segurança a quando do atentado no final da maratona de Boston, no dia 15 de abril. Na primeira audiência no Congresso sobre o tema, esta quinta-feira, os responsáveis reconheceram que, 12 anos depois do 11 de setembro, ainda há muito trabalho a fazer em termos de circulação de informação e cooperação entre os diferentes serviços de segurança norte-americanos.

Na abertura da audiência, o presidente da comissão de segurança, Michael McCaul, declarou ter “medo que os bombistas de Boston tenham tido sucesso porque o sistema falhou”, acrescentado que é possível “fazer mais e melhor”.

O chefe da polícia de Boston reconheceu que há falta de cooperação entre os serviços de polícia. Edward Davis alertou que os Estados Unidos têm de saber que outros ataques do género são sempre uma possibilidade e que para os tentar prevenir há que reconhecer a necessidade de ter uma cooperação e coordenação eficazes entre as diferentes agências de segurança.

O mais velho dos irmãos Tsarnaev chegou a ser referenciado pelo FBI, após uma informação dos serviços de segurança russos, mas o inquérito foi encerrado e a polícia de Boston não estava ao corrente da aproximação ao islão radical da parte do jovem. Tamerlan Tsarnaev, a quem as autoridades locais recusavam prestar serviços fúnebres, já foi enterrado, informou a polícia.