Última hora

Última hora

Londres e Moscovo querem travar guerra na Síria

Em leitura:

Londres e Moscovo querem travar guerra na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Esforços diplomáticos para acabar com a guerra civil na Síria. Num encontro numa estância no Mar Negro, Rússia e Grã-Bretanha concordaram trabalhar juntos para um governo de transição em Damasco.

Apesar das diferenças, reconhecidas entre os dois países sobre a guerra civil do país, Vladimir Putin concorda com uma estratégia comum.

“Temos um interesse mútuo no fim da violência, no início de um processo de paz e na persistência de que a Síria se torne uma unidade territorial e Estado soberano. Por iniciativa do Sr. Cameronm discutimos cenários possíveis para um desenvolvimento positivo desse processo e possíveis medidas conjuntas. “

David Cameron lembra: “Não é nenhum segredo que tivemos visões diferentes sobre a melhor forma de lidar com a situação, mas partilhamos objectivos fundamentais para acabar com o conflito, para parar o sofrimento. O povo sírio deve escolher quem os governa para impedir o crescimento do extremismo”.

A Rússia tem estado sob pressão para cooperar mais com as potências ocidentais no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Moscovo apoiou o governo do presidente Bashar al-Assad
e forneceu-lhe armas, mas concorda agora com os Estados Unidos para por fim a este apoio e ajudar a trazer as partes em conflito a uma conferência internacional juntas.