Última hora

Última hora

80 anos de prisão para o ex-déspota da Guatemala

Em leitura:

80 anos de prisão para o ex-déspota da Guatemala

Tamanho do texto Aa Aa

Ríos Montt, antigo ditador da Guatemala, foi condenado a 80 anos de prisão por genocídio e crimes contra a humanidade pelo massacre de povos indígenas durante o seu jugo, entre 1982 e 1983, após ter chegado ao poder através de um golpe de Estado.

O déspota, de 86 anos, governou a Guatemala durante um dos períodos mais conturbados da guerra civil que se prolongou de 1960 a 1996.

Montt foi condenado, entre outras acusações, por ter ordenado o massacre de cerca de 1800 pessoas de etnia maia ixil no quadro de uma política de “terra queimada”.

O ex-general reclama inocência e anunciou que irá recorrer da sentença que considera “ilegal” e parte de “um espetáculo político internacional que vai afetar a alma e o coração do povo da Guatemala”.

Estima-se que 200 mil pessoas foram mortas durante os 36 anos de guerra civil na Guatemala. Ríos Montt é o primeiro ex-chefe de Estado a ser condenado por genocídio no seu próprio país.