Última hora

Última hora

Atentados abalam legislativas paquistanesas

Em leitura:

Atentados abalam legislativas paquistanesas

Tamanho do texto Aa Aa

Os talibãs prometeram e cumpriram. Dois atentados abalaram as eleições legislativas paquistanesas. Em Carachi, uma explosão provocou a morte a 10 pessoas e ferimentos noutras trinta junto à sede do Partido nacional Awami, uma formação laica de esquerda.

Em Peshawar, o alvo foi uma Assembleia de Voto para mulheres. Aqui o atentado provocou uma dezena de feridos.

Os talibãs, que tinham ameaçado lançar vários ataques, consideram o escrutínio um ato que vai contra os fundamentos islâmicos. Desde abril já morreram 110 pessoas vítimas de ações atribuídas aos chamados “estudantes de teologia”.

Entretanto, o processo eleitoral segue adiante naquele que é um momento histórico. Pela primeira vez um governo paquistanês vai suceder a um executivo eleito que cumpriu o mandato até ao fim.

Tudo indica que o partido do antigo primeiro-ministro Nawaz Sharif vai triunfar mas a formação da antiga estrela de críquete Imran Khan deverá impedir uma maioria absoluta.