Última hora

Última hora

Bangladesh assiste em direto ao salvamento milagroso de Reshma Begum

Em leitura:

Bangladesh assiste em direto ao salvamento milagroso de Reshma Begum

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de 17 dias enterrada viva, aconteceu o que muitos chamam de “milagre”: Reshma Begum, de 19 anos, foi resgatada dos escombros da fábrica de Rana Plaza, junto à cidade de Dhaka, no Bangladesh. Poucas horas antes, as autoridades anunciavam que o número de mortos tinha ultrapassado o milhar. As equipas estavam a remover os pesados destroços para encontrar corpos. Já não contavam detetar sobreviventes.

Ao cortarem vigas de betão, a luz entrou pelo recôndito espaço onde Reshma estava presa. A jovem conseguiu dar o alerta. Toda a operação durou 45 minutos e foi transmitida em direto pelas televisões nacionais. Pouco tempo depois, era a própria sobrevivente que dava o seu testemunho: “não tinha nada para comer, só tinha duas garrafas de água. Nos dois últimos dias, já não tinha nada para beber. Mostrei-lhes onde estava com uma vara de alumínio. Ouvía-os a falarem e a chamarem, mas ninguém me ouvia.”

Um dos homens que a resgatou conta que “estava a cortar peças de ferro, quando apareceu a vara e ouviu-se alguém a dizer ‘salvem-me’. Chamámos logo os militares e os bombeiros.”

Segundo um inquérito preliminar, terá sido a trepidação provocada por geradores, acionados durante um corte de eletricidade, que provocou o desabamento. Até agora, foram detidas nove pessoas, entre as quais o proprietário do edifício.