Última hora

Última hora

Paquistão em "progresso democrático"

Em leitura:

Paquistão em "progresso democrático"

Tamanho do texto Aa Aa

No Paquistão, milhares de eleitores votam desde esta manhã em eleições para renovar os membros do Parlamento federal e as legislaturas provinciais. A meio do dia a taxa de participação situava-se nos 30%. Um ato eleitoral que fica para a história como a primeira transição de poder entre governos civis.

Ichael Gahler, chefe dos observadores da missão da UE:

“Eu acho que se compararmos os preparativos do processo eleitoral com a última eleição, há cinco anos, vemos melhorias consideráveis​​. Isso é o que já podemos afirmar que foi confirmada, não só pelos nossos observadores, mas por todos os participantes”.

A comissão eleitoral decidiu adiar por duas horas o fecho das urnas face à afluência massiva de eleitores.

Um clérigo Sufi radical que no início deste ano provocou uma crise política com o lançamento de protestos na capital paquistanesa tentou boicotar o escrutinio com um protesto pacífico em 300 cidades.