Última hora

Última hora

Paquistão vai a votos sob ameaça dos talibãs

Em leitura:

Paquistão vai a votos sob ameaça dos talibãs

Tamanho do texto Aa Aa

Sob ameaça de ataques dos talibãs, cerca de 86 milhões de paquistaneses vão este sábado às urnas numa eleição legislativa que quer representar a consolidação da democracia num país que sofreu três golpes de estado militares desde a sua fundação em 1947.

O ex-primeiro ministro Nawaz Sharif é o favorito à vitória após uma campanha marcada pela ascensão da antiga estrela do cricket, Imran Khan, que prometeu reformar o Estado e combater a corrupção, mas também por uma série de atentados reivindicados pelos talibãs.

No último mês, cerca de 130 pessoas morreram em resultado de diversos ataques, em especial contra sedes de partidos políticos.

Os talibãs aconselharam a população a “evitar as assembleias de voto caso não pretenda arriscar-se a perder a vida” porque “a democracia (…) é um sistema para infiéis”, afirmam.