Última hora

Última hora

Bulgária: Conservadores vencem legislativas sem maioria

Em leitura:

Bulgária: Conservadores vencem legislativas sem maioria

Tamanho do texto Aa Aa

A Bulgária despertou esta segunda-feira num clima ainda mais incerto, após a eleição legislativa deste domingo.

O partido conservador, GERB, que estava no poder, ganhou de novo o escrutínio, mas sem maioria para poder governar e sem grandes condições para formar uma coligação.

Os búlgaros estão inquietos e pedem a formação de um governo o mais depressa possível:
“Têm que formar um governo rapidamente, não importa que tipo de coligação. Será muito pior organizar mais eleições e gastar mais dinheiro”, afirma uma cidadã.

Outro nao esconde o pessimismo:
“Tenho as mesmas espetativas que antes. Os resultados não são bons e terá que haver mais eleições”.

Os resultados parciais dão 31,4% ao partido liderado por Boris Borisov, que governou até fevereiro, mas o governo demitiu-se envolvido em escândalos e a desconfiança política não facilita a tarefa da formação de um executivo de coligação.

Em segundo lugar, com 27,7% dos votos, o líder socialista, Sergei Stanichev, diz-se pronto a fazer tudo para que o GERB não volte ao poder e propõe-se tentar uma coligação com os pequenos partidos – MRF – que representa a minoria de origem turca, o ATAKA – nacionalista e organizações representantes da sociedade civil.

A deceção com a classe política é profunda na Bulgária. Apenas 53% dos eleitores compareceram nas urnas e espalharam os votos por todo o espetro político. Sem rumo definido, há já quem fale da possibilidade de novas eleições em setembro.