Última hora

Última hora

Carlos - o chacal - volta a ser julgado em Paris

Em leitura:

Carlos - o chacal - volta a ser julgado em Paris

Tamanho do texto Aa Aa

Uma das figuras mais emblemáticas do terrorismo internacional – Carlos, o chacal -, surgiu esta manhã, num tribunal de Paris, para o início do julgamento em segunda instância.

Detido há 19 anos e condenado a prisão perpétua em 2011, recorreu da sentença e será julgado de novo. Uma representante da associação “SOS Attentats” pede respeito pelas vítimas:

“De Carlos não esperamos mais nada, espero apenas que respeite um pouco mais as vítimas do que o fez na primeira instância, quando declarou que as vítimas não eram mais do que danos colaterais. Espero que tenha amadurecido e refletido, que não as menospreze, que as respeite como nós respeitamos os direitos da defesa”.

Carlos, na realidade Illich Ramirez Sanchez, de nacionalidade venezuelana, foi capturado no Sudão em 1994. Foi julgado e considerado culpado de três atentados terroristas em Paris e um em Marselha nos anos 80.

Esta manhã, no tribunal, afirmou ter impedido os seus advogados de intervir e pediu advogados oficiosos, em protesto contra o facto de as autoridades venezuelanas não quererem pagar as custas do processo.