Última hora

Em leitura:

Eurogrupo discute União Bancária


A redação de Bruxelas

Eurogrupo discute União Bancária

A União Europeia quer criar uma agência de resgate que ajude os bancos em risco, mas a Alemanha defende que é necessária uma alteração aos tratados europeus, o que pode atrasar o projeto. Esta agência é uma dos principais pilares da futura união bancária e um dos pontos da agenda da reunião do eurogrupo que decorre em Bruxelas.
Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo, defende que “precisamos, enquanto se discute as mudanças nos tratados, trabalhar nos outros pilares. A União Bancária não pode esperar. Há outras matérias que devem arrancar: o mecanismo de supervisão único pode começar, a exigência de capitais pode avançar, temos de trabalhar para uma diretiva de resolução.”

Nesta reunião do eurogrupo, o ministro das Finanças português vai explicar aos homólogos da zona euro os resultados das reuniões com a ‘troika’ e espera ver desbloqueada a oitava tranche de ajuda financeira. Neste encontro é também discutido o desembolso das ajudas à Grécia e a Chipre.

Mas há quem queira deixar de falar de austeridade: ministro das finanças francês Pierre Moscovici saudou a intenção do comissário europeu dos Assuntos Económicos de dar mais flexibilidade aos programas de ajustamento orçamental e controlo dos défices, sobretudo porque é necessário apostar no crescimento. Moscovici defende que é preciso ser sério, mas recusa mais austeridade.

Esta reunião contou ainda com a presença do novo ministro das finanças italiano, depois de resolvido o impasse político no país. Além disso, há um outro país que está a preocupar os responsáveis europeus, como sublinha a correspondente da euronews em Bruxelas, Isabel Marques da Silva: “Na apresentação da agenda deste encontro, fontes da União garantiram que não não ser discutido o resgate da Eslovénia. Mas este é o últini país sob escrutínio e o ministro das finanças esloveno deve explicar em detalhe as recentes reformas decididas pelo governo.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Reforma da Política Comum das Pescas discutida em Bruxelas