Última hora

Última hora

Laboratórios farmacêuticos testaram milhares de medicamentos em pacientes da Alemanha de Leste

Em leitura:

Laboratórios farmacêuticos testaram milhares de medicamentos em pacientes da Alemanha de Leste

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha de Leste autorizou e facilitou testes de medicamentos, em larga escala, sobre os pacientes do serviço público de saúde.

Segundo a investigação de jornalistas da cidade de Leipzig, o Estado obtinha lucros com esses testes e os pacientes nem sempre eram informados.

Roland Jahn, Comissário Federal para os arquivos da Stasi, encontrou também vestígios desse negócio:
“Isto mostra que a República Democrática Alemã queria ter acesso à divisa estrangeira e não tinha em consideração os doentes. O ministério da Segurança do Estado e os serviços secretos – STASI – controlavam este comércio que trazia divisa estrangeira para o país e garantiam que nada perturbasse este negócio”.

No total, pensa-se que cerca de três mil pessoas participaram em 1600 testes de medicamentos, entre 1983 e 1988.

O Estado da República Democrática da Alemanha terá lucrado 6,8 milhões de marcos, com esta prestação aos grandes laboratórios do Ocidente.